...

Artigos

WhatsApp no Condomínio

O WhatsApp surgiu em 2009 e revolucionou a forma das pessoas se relacionarem. A comunicação ganhou um outro patamar. Em pouco tempo na história humana, a inserção do celular, de redes sociais e aplicativos de comunicação criaram uma nova realidade para as pessoas… a realidade virtual!

O Condomínio, como uma micro sociedade que replica a realidade macro, sofre positiva e negativamente as inovações inseridas na comunidade. Resta refletirmos como utilizar de forma consciente e produtiva as inovações que não param de chegar.

Segue abaixo 3 pontos para reflexão sobre o WhatsApp no Condomínio:

1. Uso do Whats pelo Síndico: 

O Síndico responde pelo Condomínio nas 24 horas do dia, contudo não tem como estar à disposição todo o tempo, em especial se é um síndico morador, que tem seu trabalho e ocupações no horário comercial. Desta forma, ele tem de ter meios eficazes de comunicação, de forma que os condôminos e prestadores de serviços possam se comunicar rapidamente. O Whats tem a vantagem de se mandar uma mensagem e poder  aguardar o melhor momento do receptor responder, diferente da ligação que a comunicação é imediata, contudo se não houver clareza, as informações podem se perder.

O Síndico precisa deixar claro a todos qual seu “Canal Oficial” de informações. Neste sentido, o ideal é deixar o Whats em segundo plano, dando prioridade a meios de comunicação dos atos de sua gestão por ferramentas mais adequadas e completas, como por exemplo o Aplicativo e Site da Administradora, um meio profissional e organizado de emitir comunicados e postar documentos importantes.

Neste sentido, o Whats serviria apenas a comunicações informais e urgentes, sempre de forma particular, visto que a inserção do Síndico em grupos, em geral, leva a confusão e expectativas  que ele acompanhe tudo.

Precisa falar com o Síndico, priorize a formalização por escrito (e-mail, carta, livro de ocorrências), agende um atendimento com ele (pessoalmente ou por telefone), quer saber sobre a gestão, procure os canais oficiais, como editais e ferramentas online da Administradora, sempre participe das reuniões e Assembleias.

2. Grupos de Whats no Condomínio:

O grupo seria uma ótima ferramenta da gestão, se os Condôminos tivessem os mesmos interesses e maturidade. Ocorre que somados à cultura de enviar muitas mensagens fora de contexto, cumprimentos, mensagens políticas, piadas e “correntes”, algumas pessoas deixam de usar os meios formais de comunicação com o Síndico, hoje como prioridade o e-mail, passando a colocar no grupo todas as informações necessárias.

A primeira dificuldade, se o Síndico participa do grupo, é ter informações importantes e urgentes em meio a muitos “Gifs” e vídeos engraçados, o que pode fazer um Síndico não perceber tal mensagem e deixar de fazer algo importante. A consequência, alem da falta de ação na informação repassada, é a insatisfação com o trabalho do Síndico, de forma injusta, é claro!

Uma segunda dificuldade dos grupos de condomínio é a possibilidade de se transformar em palco para brigas, distorções de informações e propagações de fofocas, esvaziando as Assembleias, que seriam os melhores momentos da gestão de um condomínio. Assembleias sem quorum geram deliberações empobrecidas.

Num outro aspecto, o Whats pode funcionar muito bem para divulgar informações rápidas, como falta de água, de luz, uma manutenção emergencial, problemas de segurança, etc. Contudo hoje há aplicativos mais eficientes para se comunicar estas questões, como o App da CM Premium (veja em ACESSE SEU CONDOMÍNIO no nosso MENU, ou acesse http://162.241.243.177/~cmpremium/novo-sistema-de-administracao-de-condominios/ ). As ferramentas online da Administradora fornecem informações seguras sobre a Gestão, diminuindo o efeito “telefone sem fio”.

Uma saída também, para o Síndico evitar a confusão dos grupos de whatsapp, é a “lista de transmissão”, onde o Síndico envia mensagens a todos, ao mesmo tempo, só que de forma individualizada.

3. O Whats aproxima ou separa?

Cada vez mais estudiosos do comportamento humano têm se dedicado a entender as consequências da inserção das novas tecnologias e redes sociais nas relações humanas. Hoje as crianças ja nascem expostas à tecnologia, desenvolvendo habilidades de interação no meio virtual muito rapidamente.

Os reflexos mais nítidos no Condomínio tem sido a observação da dificuldade de comunicação entre os moradores. As pessoas, hoje habituadas em interagir no whats, sem entonação de voz e o ‘olho-no-olho’, quando têm de encarar uma conversa para defender seus pontos de vista acabam se perdendo, e muitas vezes acabam sendo agressivas.

O ser humano é um ser social, tem de conviver. O Condomínio, pela proximidade física e interdependência entre as pessoas, é um espaço que exige que as pessoas se comuniquem de forma produtiva e respeitosa, sob pena de conflitos perigosos. Assim, as ferramentas tecnológicas são sempre bem vindas, desde que não ofusquem o que o ser humano tem de melhor, que é a capacidade de se relacionar.

Síndico, invista em comunicação oficial e profissional! Condômino, não deixe que a comunicação informal ganhe sua atenção, foque na analise de documentos e informações confiáveis. Assim não há perda de tempo com informações vazias, que podem gerar conflitos. A tecnologia é boa, na medida do bom uso!!!

Beatriz Mello _ colaboradora do #TimeCMPremium_sempre à disposição_comercial@162.241.243.177

Ainda não é cliente?

Traga a CMPremium como aliada ao seu condomínio.

Você pode se interessar...

Como você quer entrar em contato?

Escolha o canal de sua preferência e fale conosco.

Trabalhe conosco

Faça parte da nossa equipe.